Todos

10 de julho é o Dia da Pizza

Celebre conhecendo curiosidades sobre essa delícia e aprenda a

fazer três versões em casa

Trigo e água são a base da mistura mágica que dá origem a um dos mais
icônicos alimentos do mundo. Povos tão distintos como egípcios, babilônios,
fenícios, hebreus e gregos já preparavam, há milhares de anos, alternativas
ancestrais do que hoje conhecemos como pizza. Mas foram os italianos, ou
melhor, os napolitanos que criaram a versão moderna e elevaram a redonda à
categoria de obra-prima, ainda que repleta de simplicidade. No princípio, era
complementada apenas com azeite e ervas, até que o tomate chegou à Europa
depois da descoberta da América. O tom vermelho do fruto se juntou ao branco
da muçarela e ao verde do manjericão pelas mãos do pizzaiolo Raffaele
Esposito para representar as cores da bandeira italiana, em homenagem à
rainha Margherita di Savoia, em 1889. A pizza feita para a rainha originou a
rainha de todas as pizzas, a margherita.
A cidade de Nápoles é orgulhosa de sua invenção a ponto de criarem uma
entidade chamada Associação da Verdadeira Pizza Napolitana para proteger e,
ao mesmo tempo, promover sua tradição. E o tema é levado tão a sério que até
a Unesco elegeu a “arte dos pizzaiolos napolitanos” como Patrimônio Imaterial
da Humanidade, em 2017.
É um prato democrático que aceita muitas variações de massas, coberturas de
todos os tipos e fornos, seguindo a imaginação de quem a prepara.
Uma delícia tão versátil como essa merece ser festejada com uma data especial:
o Dia da Pizza, todo 10 de julho. A comemoração acontece desde 1985, quando
Caio Luiz Cibella Carvalho, então coordenador da Secretaria de Turismo do
Estado de São Paulo, se impressionou com a repercussão de um concurso de
pizzas que acontecia na época e instituiu um dia especial para coroar o evento e
celebrar a massa que virou paixão nacional. A pizza chegou ao Brasil trazida
pelos italianos e foi no bairro do Brás, em São Paulo, onde surgiu a primeira
pizzaria do país. O Brasil produz mais de 1 milhão de pizzas diariamente, sendo
que os paulistas são responsáveis pela fabricação de mais da metade dessa
quantidade, conforme afirma a Associação de Pizzarias Unidas de São Paulo. A

capital do estado, aliás, é a segunda cidade onde mais se consome pizza no
mundo, atrás apenas de Nova Iorque, segundo a mesma associação.
A melhor maneira de celebrar a homenageada é saboreá-la em seu dia,
inclusive colocando a mão na massa, por que não? Para isso, selecionamos três
receitas especiais que podem ser feitas em casa e que representam a
diversidade do prato: tradicional, integral e doce. Assim, a expressão “acabar em
pizza” será sinônimo de um desfecho muito feliz.

Pizza margherita com massa tradicional
Ingredientes
Massa:
• 225 g de farinha de trigo
• 1⁄2 colher (de chá) de sal
• 1⁄2 colher (de chá) de fermento biológico instantâneo
• 150 ml de água morna
• 1 colher (de sopa) de azeite extravirgem
Sugestão de cobertura:
• molho de tomate
• muçarela de búfala
• folhas de manjericão
Modo de preparo
Coloque a farinha, o sal e o fermento em uma tigela grande e abra uma cova no
centro. Junte a água e o azeite, misturando com uma colher de pau, até formar
uma massa. Ponha a massa em uma superfície enfarinhada e sove por 7-10
minutos, até ficar macia e elástica.
Ponha a massa em uma vasilha untada e cubra com um pano de prato limpo e
úmido. Deixe a massa crescer em local aquecido por 1 hora ou até dobrar de
tamanho. Preaqueça o forno a 220 oC. Unte uma assadeira com azeite. Dê
soquinhos na massa para retirar bolhas de ar. Enfarinhe o rolo de abrir massa e

também a superfície de trabalho. Sove a massa por cerca de 3 minutos e abra-a
com o rolo até formar um círculo de 30 cm. Coloque o disco de pizza na
assadeira, espalhe o molho de tomate sobre a massa e coloque as esferas de
muçarela cortadas ao meio por cima de tudo. Asse por 10-15 minutos na grade
superior do forno convencional até a massa ficar crocante e a cobertura
aquecer. Saindo do forno, coloque em cima de cada fatia as folhas de
manjericão.
Fonte: Folha de S. Paulo – Comida

Pizza integral
Ingredientes
Massa:
• 1 kg de farinha de trigo integral
• 20 g de sal
• 10 g de açúcar
• 1 colher (de sopa) de gergelim
• 1 colher (de sopa) de chia em grãos
• 50 ml de azeite
• 12 g de fermento biológico
• 500 ml de água
Sugestões de cobertura:
• ricota, queijo branco, brócolis, abobrinha, pimentão, rúcula, tomate seco,
cogumelos, alho-poró, espinafre, escarola, atum, ovo cozido
Modo de preparo
Em um recipiente, coloque os ingredientes secos (a farinha, o sal, o açúcar, o
gergelim e a chia). Em uma outra vasilha, ponha o fermento e adicione um
pouco da água, até que vire uma pastinha. Depois, despeje o fermento no
recipiente dos ingredientes secos. Acrescente o restante da água e o azeite,
misturando tudo com as mãos, até que fique uniforme. Divida a massa em 7

partes, em formato de bolinhas, e deixe descansar por 2 horas. Depois, abra
a massa com um rolo, espalhe molho de tomate (se for caseiro, melhor)
acrescente a cobertura de sua preferência e asse até dourar.
Fonte: Guia da Semana

Pizza de chocolate com castanhas
Ingredientes
Massa:
• 4 colheres (de sobremesa) de açúcar
• 1 colher (de sobremesa) de sal
• 1⁄2 kg de farinha
• 1⁄2 pacote de fermento para pães
• 1 xícara de leite
• 1 xícara de óleo
• 2 ovos
Cobertura:
• 250 g de chocolate ao leite
• 1 pacote de castanhas torradas e moídas
• opção: substituir as castanhas por alguma fruta de sua preferência
Modo de preparo
Massa: Comece misturando todos os ingredientes secos em um recipiente. Em
seguida, adicione o leite morno e o óleo aos poucos. Misture tudo até a massa
ficar homogênea. Amasse até dar liga e você perceber que não está grudando
nas mãos. Abra com um rolo e corte em formato de círculo. Unte uma assadeira,
coloque a massa e leve para assar em forno médio. Fique de olho e retire antes
de ela dourar, pois a massa deve assar mas ainda sim ficar branquinha!
Cobertura: Derreta o chocolate em banho-maria, com cuidado para não deixar
cair nenhuma gota de água no chocolate. Depois de derretido, coloque seu

chocolate na massa ainda quente. Salpique a castanha moída e coloque para
assar durante 2 minutos, só o tempo de o chocolate borbulhar.
Fonte: Terra – Vida e Estilo