3 dicas para comer bolo sem culpa

Com a ajuda de alimentos ricos em fibras e proteínas, dá para aproveitar sem elevar demais o açúcar no sangue

Um pedaço de bolo alegra qualquer lanche ou café da manhã. Menos o de quem está preocupado com o índice glicêmico do quitute, ou seja, sua capacidade de elevar o nível de glicose no nosso organismo, um indicador bastante importante para quem tem diabetes ou está fazendo dieta.

Quando uma grande quantidade de glicose – presente no açúcar e na farinha – entra na corrente sanguínea de uma só vez, há uma descarga excessiva de insulina pelo pâncreas. Esses picos de insulina nos fazem sentir fome, que surge com a saída repentina da glicose da circulação. Por isso, o índice glicêmico é muito mencionado em dietas. O excesso de insulina circulante no corpo também é fator de risco para o aparecimento de doenças como o diabetes.

A boa notícia é que, com a ajuda de alimentos ricos em fibras e proteínas, é possível retardar a absorção da glicose pelo intestino. Quer saber como? Confira três dicas para equilibrar o índice glicêmico de uma fatia de bolo.

1 – Tome um copo de leite

Alimentos ricos em proteínas, como o leite, ajudam a modular o índice glicêmico do bolo, retardando a entrada da glicose na nossa circulação, explica a nutricionista Vanderli Marchiori, presidente da Apfit (Associação Paulista de Fitoterapia). Tanto faz se é integral, desnatado ou zero lactose, o efeito é o mesmo.

2 – Use farelo de trigo

Na hora de fazer o bolo, a dica da nutricionista é substituir um terço da farinha branca por uma mistura, em igual peso, de amido de milho com farelo de trigo ou de aveia. “Dessa forma, o bolo fica fofinho e com muito mais fibras por porção, reduzindo seu índice glicêmico.”

3 – Escolha a fruta certa

Algumas frutas, como a banana e o abacaxi, têm um alto índice glicêmico. Se for usar frutas no recheio ou na massa, opte por ameixa ou por frutas vermelhas, que têm baixo índice glicêmico e são ricas em fibras e antioxidantes.